43f9cf7a4e5e2654916b8696377dcb25

Acredite ou não, os dildos têm sido usados desde o início dos tempos. Para além do fogo e da roda, esta deve ser uma das invenções que há mais tempo existem e continuam em uso. O mais antigo dildo descoberto data tem 26 000 anos (esculpido em pedra polida). Mas podem até ter existido outros antes disso. Os arqueólogos encontram-nos com frequência, até porque as pessoas na pré-história entendia o sexo com naturalidade, como algo satisfatório e do qual não se deviam envergonhar.

11

Os dildos são ainda semelhantes, em forma, por razões óbvias. Mas escolher um destes brinquedos, com ou sem vibração, pode não ser uma tarefa fácil. A começar pelas inúmeras possibilidades de escolha que o mercado oferece.

Hoje em dia, encontramos dildos de muitos tamanhos,cores e feitios. Podem ser de aspecto e toque realístico, artístico, disfarçado, XXL ou mini. As texturas diferem, entre os lisos, com veias, altinhos ou espirais. Podem ter argolas ou ventosas, para facilitar o uso.

E26742

Apontar as características de um dildo tradicional é algo complicado, pois a indústria de brinquedos sexuais está cada vez mais criativa. As próprias utilizadoras estão também mais inventivas, e até podem moldar um dildo a partir de um pénis com um kit especial.

alx_comportamento-fita-metrica-opcoes-20130121-08-2_original

Determinar o tamanho

Aqui, o conforto é a palavra-chave. Nem sempre tamanho é documento, e o maior é o melhor. Quando estamos a comparar tamanhos, temos de pensar em que o irá usar e na sua experiência e prazer. Um dildo demasiado comprido pode tocar na cervix, demasiado largo pode causar desconforto e, em ambos os caso, provocar dor.

Faça questão de escolher algo com que se sinta bem, verifique diâmetros e comprimentos. E faça as perguntas que achar pertinentes para o esclarecimentos das dúvidas que tenha.
capa-para-piscina-intex-inflavel-305-cm-305-m-dimetro-14698-MLB142129920_5781-O

Diâmetro Vs. Circunferência   – Certifique-se de que entende a diferença entre estas medidas. Circunferência (ou perímetro) é a medida à volta do objecto. Diâmetro é o correspondente à largura.

Escolher a forma e materiais

E25525

Dildos vibradores – os dildos podem ou não ser vibradores. Se deseja um vibrador, tem de entender de onde parte a vibração, para poder usifuir da mesma da melhor forma. Se esta vem de uma bullet na parte de trás do vibrador, a sensação será leve a moderada. No entanto, se o motor está inserido no próprio dildo, a vibração sentida será muito mais forte. Nesta categoria, temos os famosos rabbit.

3006009924

Macios os dildos macios são excelentes para quem os quer usar para uso vaginal ou anal em movimentos de vai-vem. A fricção é menor do que aqueles que têm curvas ou altinhos. São feitos de diversos materiais: PVCsilicone, aço, cristal, TPR, etc.

SHT143PUR

Curvos – Estes são os favoritos para a estimulação do Ponto G ou do Ponto P (próstata). Na verdade, são poucos os dildos sem algum tipo de curva, uma vez que o corpo humano aceita melhor essas formas para um melhor encaixe. A curva num dildo é apelativa, pois permite uma pressão maior no Ponto G ou na próstata, o que adiciona prazer ao seu uso.

3000000831

Dildos Strap-on – Estes podem ser usados tanto por homens como por mulheres. São desenhados para penetração vaginal ou anal. Há tanto para dizer sobre eles que vamos fazer um guia específico.

567752

Dildos duplos –  existem já muitos tipos no mercado. Há alguns anos, a única forma de dildo duplo era apenas um brinquedo mais comprido com duas cabeças semelhantes. Agora, existem dildos flexíveis, curvos, com diversas aplicações. Podem ser usados para estimular a mesma pessoa, via anal e vaginal em simultâneo, ou serem usados num jogo a dois (ou duas).

3000004879

Réplicas de Actores – Se tem alguma estrela de porno favorita, pode procurar nas nossas páginas a sua réplica. Muitas pessoas adoram usar estes dildos realísticos enquanto assistem à performance do actor no ecrã.

E26600-1

Dildos E-Stim – o avanço na tecnologia de sextoys dominou a electricidade e os benefícios da sua estimulação. Sem estarem ligados a unidades condutoras, estes dildos funcionam como um brinquedo estático. Mas, assim que a energia os atravessa, providenciam um formigueiro diferente de tudo o que sentiu antes.

E26755

Dildos Anais – estes dildos podem também ser usados para estimulação vaginal. Então porque há uma categorias especifica para eles? Os dildos anais têm uma base achatada ou um anel na sua terminação. Existem também os mais específicos, os plugs anais.

Ao contrário da vagina, onde existe um limite de profundidade, o recto pode reter um brinquedo e tornar a sua extração muito difícil. Muitas pessoas já viveram momentos complicados quando perceberam que, ao introduzir os dedos para retirar um brinquedo, apenas o empurram mais para dentro. E quantas histórias há de serviços de emergência a que alguns amantes tiveram de recorrer para que lhes fosse retirado um dildo ou outro brinquedo do seu recto? Por isso, se a ideia de um bom momento passar por brincadeiras anais, é melhor escolher um sextoy que possa manter sob controlo.

Por acréscimo, a maioria dos dildos anais não são porosos para não absorverem lubrificante. O anus é uma zona que necessita de lubrificação generosa, e a última coisa que deseja é que um dildo se comporte como uma esponja. Assim, materiais não porosos, como 100% silicone, são uma boa ideia.

As zonas mais sensíveis do jogo anal são o anus e, no caso do homem, a próstata. Brinquedos com relevos, ou contas anais, são excelentes para a estimulação.

Outra das razões para haver uma categoria à parte é pela transferência de bactérias. Devemos evitar, logo à partida, dildos que não possam ser esterilizados por completo. Não queremos bactérias a reproduzirem-se descontroladamente, e muito menos transferí-las entre as nossas partes mais íntimas. Uma boa opção é usar um preservativo com o brinquedo, caso o deseje partilhar.

Note bem:

– A faceta mais importante ao escolher um brinquedo é a segurança. Os materiais de que são feitos devem ser livres de phthalatos ou outras toxinas prejudiciais ao corpo. Deve seguir-se as instruções em relação à limpeza e desinfecção, e ao uso de lubrificantes. Silicone não pode ser usado com silicone. O melhor é usar sempre um lubrificante à base de água, e assim não se correm riscos.

Parta à descoberta dos dildos, vibradores e parentes próximos. Afinal, não é correcto desperdiçar uma invenção com milhares de anos, pois não?

2 thoughts on “Como escolher um dildo – guia prático”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *