Uma agencia alemã ligada à indústria de entretenimento para adultos criou uma nova posição, a bem dizer: uma nova posição sexual. Kaufmich.com — que quer literalmente dizer “compra-me” em alemão — anunciou que está a contratar, a tempo inteiro, um/a “testador/a de prostitutas”. E um dos requisitos é deitar-se no trabalho, não necessariamente à sombra da bananeira.

O homem ou mulher escolhido visitará bordéis na Alemanha, e fará relatórios sobre os mesmos. O ênfase será dados à limpeza, serviço e concordância com práticas sexuais em segurança. Da lista de tarefas faz parte o ter sexo com as trabalhadoras dos bordéis, de acordo com o Product Manager da Kaufmich.com, conhecido apenas pelo seu primeiro nome: “Ben”.

“Ter um bordel, na Alemanha, é completamente legal. Mas ainda não existe uma forma de medir a qualidade. Nós queremos ser o Tripadvisor dos bordéis. Os clientes do Kaufmich podem verificar a qualidade do bordel antes de o frequentarem, tal e qual como o fazem noutros sites quando pretendem reservar um hotel.”

Para além de possuir apetência física, o candidato ideal também deverá “gostar de se divertir saudavelmente com outras pessoas” o não recear o contacto físico.”.

Mencionam que são privilegiados os candidatos com formação académica superior, boa saúde comprovada por atestado médico e falar outra língua para além do alemão.

Ben diz que já receberam 150 candidaturas, a maioria da Alemanha, mas também da Bélgica, Países Baixos e Grã-Bretanha..

Kaufmich.com foi fundada em 2009 por três irmãos que visavam melhorar a indústria de sexo na Alemanha, criando um mercado para prostitutas independentes.

“A nossa visão é encarar o trabalho sexual como igual aos outros empregos, e aceitá-lo como parte integrante da sociedade.” diz Julius Dreyer, um dos irmãos. “Acreditamos que a grande parte dos problemas que acontecem nesta indústria advem do isolamento e discriminação das trabalhadoras sexuais.”

JAIME RASCONE

Este emprego (o de testador) é novo na Europa, mas existe já um precedente na América do Sul. Jaime Rascone é modelo e DJ e trabalha na empresa de acompanhantes Fiorella e realiza o último passo no processo de contratação para o trabalho no local. As candidatas passam por um processo de seleção com entrevistas, sessões de fotos e testes psicológicos. O último passo para a contratação passa pelas mãos de Rascone, que testa até seis mulheres num único dia. Ele tem que escrever relatórios sobre a performance das candidatas e recomendá-las.

Há ou não empregos de sonho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *