Há pouco tempo falamos aqui dos benefícios de participar numa orgia. Dissemos que encontrar uma festa de sexo em grupo era tão fácil como procurar um sitio na internet para swingers. Já procuraste? Agora o que precisas de saber é como te deves comportar quando decidires participar na tua primeira orgia.

Vem limpinho  Nas festas de sexo em grupo, as pessoas estão – com muita frequência – nuas e a partilhar quase tudo: espaço, saliva e parceiros. Alguns dos locais onde estas festas acontecem têm chuveiros, mas outros nem por isso. Encorajamos-te a ir já de duche tomado, sem feridas abertas e vestido de forma apropriada. Muitos clubes têm dress code, ou festas temáticas, e esperam que os participantes estejam à altura em termos de higiene e apresentação. Não apareças como se tivesses acabado de sair do ginásio. Faz um esforço, é uma noite muito especial. De facto, a lingerie certa ou um acessório pode ser um excelente quebra-gelo em termos de conversa e levar-te a excitantes aventuras.

Igualmente, não és só tu que deves estar limpo e agradável à vista. O espaço também, deve manter essas expectativas e ter preservativos (masculinos e femininos), lubrificantes, luvas de borracha, toalhetes de limpeza, toalhas e sabonete facilmente acessíveis.

Pessoalmente, não gosto de andar descalço em locais muito frequentados, como ginásios, spa ou orgias. para resolver esta situação, uso umas havaianas bem bonitas. Tenho uma amiga que não dispensa as botas altas de cabedal para qualquer festa que vá.

PERFUME FEMININO PHEROFEM

Não uses perfumes muito fortes – Há pessoas que são alérgicas a perfumes intensos e a determinados químicos.  Prefere os perfumes discretos, com ou sem feromonas. Vais partilhar espaços apertados – sem segundas intenções no trocadilho – e não queres dar dor de cabeça a ninguém. Indica aos teus parceiros se tens alguma alergia, pois podem estar a usar algo que te vá incomodar. Uma situação de que me recordo envolve uma alergia a cera de abelha e o beijo a alguém que linha aplicado bálsamo para lábios com este ingrediente na composição. Não foi bonito de se ver…  Se tiveres alergias a componentes que são muito comuns em preservativos (como o látex ou o nonoxynol-9 – habitual nos espermicidas), aconselho-te a avisar na festa.

Sê ultra-cauteloso com a tua saúde – As orgias podem ser eventos de alto risco, por isso é muito importante que conheças e estabeleças os teus limites pessoais. Faz questão de falar nesses limites com as pessoas com que vais estar na festa e, se aplicável, com a pessoa que te acompanha. Considera se estão confortáveis e que tipo de sexo é aceitável para vocês, como companheiros: anal, oral, etc. Estabelece fronteiras ANTES de ires para a festa acompanhado, e mantenham-se fiéis às mesmas. Combinem um sinal ou uma palavra segura, para que o outro avance caso a situação se esteja a tornar desconfortável e precisem de uma saída rápida.

É completamente aceitável ser exigente com a higiene numa sessão de sexo em grupo. Limpa as superfícies que usaste com toalhetes desinfectantes, deita-te sobre toalhas ou escolhe outra zona (se souberes que fluidos corporais de outros estiveram em contacto com aquela área). Leva os teus próprios preservativos ou compra quando chegares, e não tenhas problemas em pedir a alguém que use luvas de látex, ou que lave as mãos com água e sabonete antes de te tocar. A transmissão de doenças pode ser reduzida se o sexo praticado for seguro e vais sentir-te muito mais confortável se souberes que estás protegido e não estás a colocar os restantes em perigo. Toma as precauções adequadas.

Não apareças se estiveres doente! – Por favor, não espalhes a gripe pela orgia. Se não te estiveres a sentir bem, fica em casa, masturba-te e descansa. Não participes numa orgia se acabaste de levar pontos nalgum golpe, se fizeste uma tattoo recentemente ou se tens uma ferida aberta. Se, ainda assim, decidires ir, avisa o teu parceiro dessas situações. O consentimento em poder de toda a informação é o único que conta.

Conjunto Devil Black

Obedece à Dominatrix! – Em muitos clubes e festas, pode existir um quarto dedicado ao BDSM. Nestes espaços, é comum encontrar-se algemas, chicotes, correntes, coisas com electricidade e equipamento potencialmente perigoso.  Há sempre alguém encarregue da segurança dos participantes: a Dominatrix, ou Senhora. Também pode ser um homem, o Mestre ou Senhor. Nos seu domínio, todos devem brincar em segurança e com consentimento. O Senhor ou a Senhora têm combinada a palavra segura e auxiliam nas actividades sob o seu controle. Obedece e segue as regras! Frequentemente, estes Mestres são treinados e certificados na arte do BDSM. Sabem usar o equipamento e sabem retirar destes brinquedos o maior prazer (ou dor!). É a tua melhor amiga, aliada, e estás sob a sua mercê até lhe comunicares que já tens o suficiente (com a palavra de segurança).

Não quebres as regras – Os clubes de sexo deveriam ter “regras da casa” claramente expostas e cada participante deveria assinar um termo, ou dar o seu consentimento verbal, assegurando que está disposto a seguir as instruções. A quebra deste compromisso pode resultar no pedido a que abandones a actividade e a sala. A cultura da orgia sublinha que és responsável pelas pessoas que convidas,e vice versa. Se não sabes brincar segundo as regras, tu e os teus acompanhantes serão convidados a sair.

De facto, em muitos locais, há pessoas que não estão na festa para interagir na orgia, mas apenas para vigiar os comportamentos e evitar aqueles que se desadequam às regras. Estas pessoas são tuas amigas e aliadas, podes aconselhar-te com elas e encontrar conforto e suporte.

Elogia quem te rodeia – Os participantes podem estar nervosos e preocupados com a sua imagem. Pode ser que sejam estreantes, tímidos ou preocupados com o que possas pensar sobre os seus corpos. Sê gentil, sê humano e simpático. Ninguém tem um corpo sem falhas, e é isso que nos torna a todos bonitos. Comenta positivamente as suas roupas, tatuagens, seios, pele ou – porque não – os seus incríveis pénis. Vais descobrir que os restantes participantes na orgia vão ter mais vontade de interagir e brincar contigo. Para além disso, quando alguém te elogia a tua confiança aumenta. E não há nada mais sexy que a auto-confiança! Muitos clubes de sexo têm espelhos altos nas suas paredes, para que te possas reflectir em toda a tua glória sensual.

Não julges – Os participantes em orgias – no seu dia-a-dia – podem sentir vergonha das suas preferências, e procuram aceitação neste meio mais desinibido. Procuram um local onde se sintam totalmente confortáveis, e os clubes de sexo são – muitas vezes – o único sítio onde podem encontrar pessoas com uma visão positiva do sexo. Ao invés de julgar, colocar as pessoas em gavetas ou dar-lhes rótulos, sejam baseados na sua aparência ou nas suas preferências, admira a fantástica diversidade da forma humana. Há de todos os tipos, tamanhos e formas, felizmente!

Sê inclusivo – Na minha primeira festa de sexo, fui convidado por um casal a entrar no jogo deles, mas a minha parceira teria de focar de fora. Senti-me elogiado por me querem incluir na sua fantasia, mas a minha parceira sentiu-se só, excluída e aborrecida. Em retrospectiva, deveria ter perguntado ao casal se a minha companheira poderia participar, mas não o fiz porque estava demasiado excitado e vaidoso. Os sentimentos da minha parceira foram feridos e a lição foi aprendida. Não voltei a participar numa situação de jogo sexual se a minha parceira ficar desconfortável com a minha escolha.

Promove o respeito – Algumas pessoas só querem ter sexo com quem os acompanhou à festa, outros não querem ter sexo de forma alguma. Muitos clubes de sexo têm quartos separados para diferentes actividades. Pode existir uma pista de dança, um quarto para beijos e toques, uma divisão BDSM, um quarto para sexo, etc. A única forma de saber o que quer a outra pessoa é perguntares! Respeita os seus desejos, a suas fronteiras e escolhas.

Não leves as coisas a peito – As orgias são espaços muito intensos e – como mencionei acima – algumas pessoas podem estar nesta festa pela primeira vez. Podem querer apenas estar sentados e observar, conversar, e nem se despem. Está tudo bem. Se alguém não quiser brincar contigo, não há problema e eles terão a suas razões. És uma pessoa fantástica, na mesma, fabulosa e – como estás numa orgia – haverão outros que te desejem incluir nas suas elaboradas fantasias.

Conversa – Nunca sabes quem pode estar na mesma festa que tu e o que podem ter em comum. Esta é uma oportunidade para demonstrar genuíno interesse no ser humano e é garantido que leve a novas amizades. Talvez até a sexo! Recorda que podes encontrar pessoas que tenham uma identidade secreta para participarem em festas de sexo, e é provável que usem nomes falsos e um alter ego. Aproveita para expandir os teus limites pessoais ao conversares com pessoas diferentes num ambiente seguro.

Pede consentimento! – Esta é a regra mais importante de uma orgia. Fundamental em qualquer tipo de relação, para sermos mais correctos. Pergunta sempre, antes de avançares com qualquer gesto. “Posso tocar-te?”, “posso massajar-te?” ou “posso beijar-te enquanto o meu parceiro/a assiste?” Tento ter o consentimento das pessoas com quem estou a interagir antes de avançar. Para além de ser mais seguro em termos de resposta, é muito sexy verbalizarmos as nossas intenções.

Abandona a festa se te sentires desconfortável – Uma vez, a minha parceira quis levar-me a uma determinada orgia, numa casa particular. Apreciei muito o esforço que ela fez, ao escolher uma festa com as fetiches que ambos apreciamos, fazer a confirmação de presença e pagar pela nossa participação. No entanto, quando chegamos, descobrimos que a festa estava aberta a homens solteiros, o que não é muito habitual nas orgias em que participamos. A casa estava cheia de homens, quase não havia mulheres! A minha companheira sentiu-se logo desconfortável, e eu também não achei nada interessante o ratio de homens para mulheres. Então decidimos sair. Ninguém fez perguntas. Lembra-te que tens sempre o direito de escolher, e o direito a sair de uma situação que te deixe desconfortável.

Se estás curioso sobre a participação numa orgia, existem vários recursos onde podes encontrar uma festa próxima da tua cidade. A comunidade é secretista, mas se começares a perguntar em grupos de redes socias e foruns começarás a ter respostas. Diverte-te, e mantém-te seguro!

2 thoughts on “O que deves saber antes de participar numa orgia”

  1. Boa tarde

    o mundo do sexo, neste caso, orgias e swing, são algo bastante presente na minha mente e confesso que a vontade de experimentar é cada vez mais crescente. Mas há uma duvida que me deixa de pé atrás, e que acaba por não me deixar avançar, que é em relação ao sexo oral e doenças que possam ser transmitidas! Penetração é algo que com preservativo ficamos seguros, mas no sexo oral e principalmente numa mulher, dificilmente há ou se pões protecção, o que me diz sobre este assunto?

    1. Olá Marye!
      Obrigada pelo teu comentário no blog da Vibrolandia. Existem várias formas de te protegeres durante o sexo oral enquanto dás prazer a uma mulher. São formas não muito divulgadas e bem simples e garantem que nem tu nem a outra pessoa coloquem a vossa saúde em risco. A única forma para evitar a transmissão de doenças é usar sempre um método de barreira que evite que a boca e a vulva, entrem em contacto directo.

      Podes utilizar uma toalhita de látex, também designada como “dental dam” ou um preservativo cortado na ponta e depois aberto na vertical de forma a poder ser colocado sobre a vulva. Há quem use inclusive papel aderente de cozinha. O preservativo feminino também pode ser eficaz.

      Qualquer uma destas opções implica sempre alguma perda de sensibilidade, mas vale a pena quando é a tua saúde que está em causa.

      Eis alguns destes artigos que temos disponíveis na loja online:

      Preservativos femininos
      Preservativos com sabor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *