Apesar da defesa de Larisa Kuzmina, do Comite de Educação da Rússia, que quer que os delatores sejam procurados e também denunciados, uma professora de 27 entregou a sua carta de demissão logo após as suas fotos terem chegado à escola onde trabalhava.

Uma professora de nacionalidade russa teve de se despedir depois dos alunos terem descoberto que era uma actriz pornográfica. Svetlana Topol, de 27 anos, trabalhou numa das mais prestigiadas escolas de São Petersburgo, na Rússia, mas teve de renunciar ao cargo quando um email anónimo com links para os seus vídeos foi enviado a professores e alunos. Segundo o jornal britânico Mirror, os administradores da escola onde Svetlana trabalhava descobriram que a especialização da professora era em filmes com temática erótica e tiveram de denunciar o caso. Topol era considerada uma jovem modesta e vestia-se bem, nunca tendo dado sinais de que teria outra profissão em segredo. A docente é casada e o marido sabia desta vida dupla. Na internet, muitos utilizadores criticaram esta segunda vida de Svetlana Topol, mas outros afirmaram que a vida de atriz pornográfica não se incompatibilizava com a vida de professora.

Ler mais em: http://www.mirror.co.uk/news/world-news/russian-teacher-forced-quit-after-9169369

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *