São hábitos simples mas que podem ser prejudiciais após as relações. Vê o que deves evitar fazer depois do sexo.

Após o sexo é comum sentires vontade de ficar mais um tempo na cama deitada. Há pessoas que preferem correr para a casa de banho e tomar um duche. Existem no entanto alguns hábitos que fazemos após o sexo, que podem ser nocivos para a nossa saúde.

+ Ponto G Mito ou realidade?

A ginecologista Leslie Page consultada pela revista Women’s Health refere que, é importante não esquecer que durante o acto sexual a vagina é lubrificada e que as paredes são literalmente esfregadas, aumentando deste modo a sensibilidade desta parte íntima do corpo da mulher, e que a seguir à relação sexual a região externa e interna da vagina requer cuidados especiais.

Não fazer xixi

sexo-mulher-wc

No contacto com o pénis, a flora vaginal “recebe de presente” algumas bactérias, com os movimentos e com a fricção, estes bichinhos podem passar para o interior da vagina o que pode dar origem a uma infecção urinária. Deste modo é importante fazer um xixi após o sexo, “Não precisa de ser imediatamente” esclarece a ginecologista, mas “esvazia a tua bexiga no máximo até 1 hora após a relação sexual“.

Usar sabonete para lavar as partes íntimas

sexo-mulher-higiene-intima
Tomar um banho depois do sexo parece à partida a coisa mais acertada a fazer, mas por muito inocente e inócuo possa parecer requer também alguns cuidados. Leslie explica que “Lavar a região íntima com sabonete pode levar não só à irritação da vulva bem como da vagina e tornar a zona ressequida”. Tal acontece porque, segundo a profissional de saúde, “a mucosa e a pele reagem de forma distinta aos componentes químicos presentes no sabonete” e “dependendo de cada indivíduo há fortes possibilidades de teres uma reacção alérgica ao produto mesmo usando-o desde sempre.

Leslie afirma ” A vagina é um órgão que se auto-higieniza e precisa de ser tratada como máximo de cuidado”, “Se não colocaria algo na sua boca, não deveria colocá-la em tono da sua vagina” refere a especialista. Por isso, usa apenas água quando tomares banho após o sexo.

+ Lubrificante íntimo- Como escolher?

Banheira com água quente

sexo-banho-banheira-mulher-relax-spa

É tão relaxante a ideia de entrar numa banheira com água quente ou um jacuzzi com a água a borbulhar, porém não o é para as tuas partes íntimas. “Quando se dá a excitação na mulher e a vulva incha em resposta aos estímulos sexuais, a vagina fica mais exposta, o que representa uma maior probabilidade de infecção” adverte Leslie. Estar na banheira com o parceiro é pior ainda. A médica diz que as partes íntimas estão expostas às bactérias que habitam a pele e o ânus do parceiro, e permanecer na água por muito tempo reduz a eficiência da barreira protectora contra os micro-organismos existentes na pele.

Usa toalhitas húmidas

sexo-toalhitas-húmidas

Todas sabemos que as toalhitas são muito práticas mas, no que toca ao sexo são totalmente desaconselhadas para a limpeza vaginal. À semelhança dos sabonetes, este género de produtos contém na sua composição álcool, glicerina, perfumes e alguns óleos que são verdadeiros vilões para a flora vaginal. O melhor a ser utilizado para a limpeza é o sempre fiel papel higiénico, e se for mais confortável podes molhá-lo em água morna.
Dormir com lingerie

sexo-mulher-lingerie-sexy

Se decidiste (e bem!) usar uma lingerie especial para a ocasião, o ideal é tirá-la quando fores dormir a menos que a peça seja de algodão. “Depois do sexo, as partes íntimas tendem a ficar húmidas e quentes graças à transpiração, à lubrificação e a outras secreções graças ao contacto mútuo entre parceiros” menciona Leslie. Como a lingerie feita com materiais sintéticos não deixa a pele respirar a mulher e/ou o homem corre o risco de ter uma infecção por fungos se dormir com essas peças de roupa.

Tens dúvidas? Coloca-nos as tuas questões! Até ao próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *